Acerca de mim

A minha foto
Poeta por inspiração e imposição da alma... Uma pessoa simples, que vive a vida como se fosse a letra de uma canção, o enredo de um filme, a preparação para uma vida superior, à espera da eternidade e do encontro com o Criador.

sábado, 24 de março de 2012

Caminhada da Quaresma - 2012

Ontem, numa conferência sobre "O pecado, como infidelidade à aliança, e a oferta do perdão como nova oportunidade do amor" a que assisti, o orador sugeriu este tema para meditação:
O SEMEADOR E A SEMENTE



Certo homem foi ao campo semear. Quando lançava as sementes ao chão, algumas delas caíram num caminho e foram pisadas. Vieram as aves e comeram-nas porque estavam à vista. Outras sementes caíram em chão pouco fundo com pedras por baixo. Mal começaram a crescer, logo murcharam, morrendo por falta de humidade. Outras sementes, ainda, caíram entre moitas de espinhos, que em pouco tempo sufocaram os rebentos. Mas outras caíram em solo fértil, e quando cresceram deram uma colheita de cem vezes mais do que aquele homem havia plantado. Ao fazer esta ilustração, Jesus acrescentou: Quem pode ouvir, que preste atenção.


O que a comparação quer dizer é o seguinte: 
A semente é a mensagem de Deus. O caminho duro onde caíram algumas das sementes representa aqueles que ouvem as palavras de Deus, mas o Diabo logo as vem roubar, não deixando que as pessoas creiam e sejam salvas. O solo pedregoso representa aqueles que ouvem com prazer, mas a mensagem não fica neles; e não deita raiz nem cresce. Quando chegam as provas desviam-se. A semente entre os espinhos representa os que ouvem e crêem na palavra de Deus mas cuja fé é depois sufocada pelas preocupações, ambições e prazeres da vida, pelo que nunca dão fruto. Mas o solo bom representa as pessoas sinceras e honestas que, ouvindo as palavras de Deus, dão fruto com continuidade.
http://www.biblegateway.com/passage/?search=Lucas+8%3A8%2CLucas+8%3A15&version=OL 


No campo, tu és um semeador.
Não podes fugir à responsabilidade de semear.
Não digas que o solo é árido, que não chove frequentemente,
Que o sol queima , ou que a semente não serve.
Não é a tua função julgar a terra e o tempo.
A tua missão é semear. A semente é abundante!
Um pensamento , um sorriso, um olhar carinhoso, 
uma palavra suave, um gesto de compreensão, 
um copo de água são sementes que germinam facilmente.
Não semeies descuidadosamente, 
como quem cumpre uma missão superficial ou forçada.
Semeia com interesse, com amor, com atenção,
Como quem encontrou nisso o motivo central de sua felicidade.
E ao semear, não penses: quanto receberei em troca?
Quanto demorará a colheita?
Recorda que não semeias para te envaidecer, para receberes agradecimentos.
Tu semeias porque não podes estar ocioso, porque não podes viver sem dar e sem doar-te.
És dono de ti mesmo, da vida e do Universo!
Tua semente, pois, não cairá no vazio.
Sem esperar recompensa, tu a receberás.
Sem esperar riquezas, tu enriquecerás.
Sem contar com a colheita, tudo se multiplicará.
E isso, porque tu semeias no Reino onde dar é receber,
Onde perder a vida é encontrá-la, onde gastar servindo é aumentar.
Semeia, semeia sempre, em todo terreno, em todo tempo, em todo lugar a boa semente. Com amor e interesse: como se estivesse semeando o próprio coração."
http://capelacarmo.blogspot.pt/2011/04/semeia-sempre.html

(Imagens da net)

Blogues participantes nesta caminhada:

Regina

Utília

Marili

Maria Luiza

Ailime

Felipa

Dulce

6 comentários:

Ailime disse...

Olá Amiga Felipa,
Através desta Parábola Jesus convida-nos a que sejamos terreno fértil para assimiliar a Sua Palavra e a fazê-la germinar através da nossa acção, do nosso trabalho em favor dos outros.
Sim, na nossa doação do dia-a-dia em que Ele nos diz "Semeia, semeia sempre, em todo terreno, em todo tempo, em todo lugar a boa semente. Com amor e interesse: como se
estivesse semeando o próprio coração."
É assim que o Senhor nos ensine e que o façamos sem esperar receber moeda de troca.
Um beijinho e muito obrigada pela sua excelente partilha.
Ailime

Utilia Ferrão disse...

Senhor que eu seja terreno fértil e que haja o Teu braço para me fertilizar.
Obrigada Felipa por nos trazeres esta linda meditação, que os frutos desta nossa caminhada nasçam em todo lado mesmo entre as pedras, talvez mesmo aí com a graça de Deus haja um bocadinho de terra.
Sempre a caminhar convosco abraço-vos em Cristo
Utilia Ferrão

Analine disse...

Linda passagem do Evangelho!
Beijinhos

Alfa & Ômega disse...

Oi, Felipa, perdoe-me por ter esquecido de escrever Caminhada da Quaresma. Nem me dei conta que era sábado, de tanto trabalho que tenho. Também fiquei chateada de fazer a correção, acrescentando depois! Seu post está uma beleza. Que Jesus me ensine a semear a boa semente e a preparar o lugar certo, adequado e fértil para que nasçam bons frutos!

Lucinha disse...

Felipa,

Umas das mais lindas parábolas.

Que eu possa semear em terra fértil. Muitas vezes não foi assim, e por isso elas não germinaram. Muitas secaram pelo caminho.

E o Deus é tão bom que me dá sempre novas chances de semear e ter uma boa colheita.

Beijos

Dulce disse...

Fico refletindo que tipo de terra sou? E que semente? Que frutos estou dando?
Pontas que irei aprofundar depois desta bela reflexão.
Gostei bastante.
Obrigada Felipa e um beijinho grande