Acerca de mim

A minha foto
Poeta por inspiração e imposição da alma... Uma pessoa simples, que vive a vida como se fosse a letra de uma canção, o enredo de um filme, a preparação para uma vida superior, à espera da eternidade e do encontro com o Criador.

terça-feira, 29 de março de 2011

Quaresma 2011 - 21º Dia de caminhada

Do evangelho de S. Mateus:
"Então, Pedro aproximou-se e perguntou-lhe: «Senhor, se o meu irmão me ofender, quantas vezes lhe deverei perdoar? Até sete vezes?»
Jesus respondeu: «Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete."


Setenta vezes sete... e quantas vezes nem uma só perdoamos!



Em vez da oração quero somente apresentar um poema que fiz estes dias.
Está um pouco desconexo pois foi feito em várias etapas do dia, mas aqui vai, mesmo assim. Ainda não dei o título, aceito sugestões:

Nos passos da Paixão em que Te sigo
Nada transparece neste amor;
És para mim amparo e doce abrigo
E eu sou um humilde pecador.

Ignora o homem o doce mistério
Que envolve a Via-Sacra da Paixão:
Intenso amor divino e refrigério
Para a alma posta em oração.

Sigo os passos de Jesus neste caminho,
Pequenina como sou, pobre de mim;
E tantas vezes Ele caminha sozinho
E eu me perco em lamentações sem fim…

Sofres por mim, Senhor, e eu apenas
Sigo indiferente ao Teu sofrer;
Tu não me repreendes nem condenas
E segues Teu caminho, teu mister...

Eu olho as feridas do Teu rosto
Adivinho as Tuas costas flageladas,
E sinto em minha alma o desconforto
De ser a causadora dessas chagas.

Perdoa, Senhor meu, a indiferença
Com que Te sigo nesta caminhada,
Em que cumpres por mim a vil sentença
Que Te dão os que de Ti não sabem nada.

Senhor,
Ajuda o meu caminho nos Teus passos
Sê o Bom Pastor que me conduz
Para o doce abrigo dos Teus braços
À sombra, meu Senhor, da Tua Cruz.

(Felipa Monteverde)


Amanhã seguiremos com a Dulce, no blog Degrau de Silêncio

25 comentários:

DE MÃOS DADAS disse...

Felipa
Como é lindo este poema.
Humilde e sincero de certeza feito com muito amor.
São flores lindas na nossa Caminhada.
Obrigada.

"Ignora o homem o doce mistério
Que envolve a Via-Sacra da Paixão:
Intenso amor divino e refrigério
Para a alma posta em oração."???
Não vamos ignorar e vamos desde já agradecer obrigado Jesus,
Beijinhos da Utilia

joaquim disse...

Felipa, obrigado!

São versos que brotam do coração aberto a Deus.

Como tal são versos sentidos e vividos.

Mais uma vez, obrigado.

Um abraço amigo em Cristo

Maria Luiza disse...

Felipa, que bênção seu poema! Verdadeira prece ao Senhor e sugiro que o nome seja: "Alma posta em Oração" gostei imenso! Parabéns! Meu abraço!

Giovana disse...

Salve Maria!

Felipa vc deixou aqui um belo poema, quero deixar uma situação que tive oportunidade de presenciar e que a partir daí comecei aprender o que é perdoar.

Em 1999 eu vivia numa cidadezinha bem menor que a minha cidade natal. Nesta cidade tive a alegria de conhecer a Jacqueline, e com ela aprendi a fazer adorações a Jesus Eucarísticos na madrugada; toda madrugada de quinta para sexta passávamos diante de Jesus rezando, até amanhecer estávamos nós lá. Como a cidade era e ainda é muito pequena e ela tinha a chave da Igreja, por isto sem medo, durante um ano estivemos em adoração nas madrugadas de sexta.
Aprendi muita coisa nestas madrugadas, mesmo em oração tivemos momentos de muita alegria e risos, mas falarei da madrugada mais trite deste ano.

A jac tinha apenas uma irmã, mais nova que ela uns dois anos e as duas eram órfãs, nesta época a Jac deveria ter uns 31 anos. Eu acha estranho algumas atitudes da irmã da Jac, mas como esta moça vivia em uma cidade vizinha e eu mal a via, ela era um assunto que eu pouco conversava com minha amiga. Até que numa destas madrugadas eu encontrei a Jac em prantos, ela chorava tanto que nem tinha pará-la para perguntar o que estava acontecendo, e assim foi a madrugada inteira; eu resolvi respeitar a dor dela e aquele momento dela e de Cristo. Amanheceu e com o rosto deformado pela dor ela me conta que a irmã era amante do seu marido e isto já fazia uns 2 anos. Depois que ela tomou conhecimento deste fato, percebi que toda cidade já sabia desta traição, menos a Jac e eu (fazia apenas meses que eu morava lá).

Confesso que não tive o que falar para ela, apenas perguntei, o que vc irá fazer? Ela foi taxativa e respondeu: DECIDI PERDOAR OS DOIS!

E de fato ela perdoou, nunca mais a Jac tocou neste assunto nem comigo e provavelmente com mais ninguém. Quando o marido adoeceu ela cuidou dele com tanto amor que eu ficava admirada; com a irmã ela foi ainda mais mãe do que já era sempre. O caso do marido com a irmã ainda durou um certo tempo; da parte da Jac o que eu via era um incansável rezar pela conversão dos dois.

Certo dia passei também por uma situação que exigia de mim "DECIDIR PERDOAR"; conversando com ela tive a segunda lição de como aprender a perdoar. Ela recordou este mesmo Evangelho de hoje e me disse: "Sabe pq é difícil perdoar alguém? É pq esquecemos do tamanho da nossa dívida com Deus e o preço que Jesus pagou para resgatá-la, e só pensamos na dívida do outro para conosco! Comece a pensar na sua dívida com Deus e o preço que Jesus teve que pagar no Calvário e em sua Paixão. Vc percebe que a dívida do outro com vc é pequena demais. Vc não tem e nem teve que morrer flagelado para perdoá-lo; Cristo sim se dilacerou por nós!"

Esta foi minha aula de como perdoar e é assim que eu procuro agir sempre; penso na minha dívida e como Jesus teve que pagá-la! Então fica mais fácil dizer no Pai-Nosso:

"(...) perdoai as minhas dívidas, assim como perdoamos os nossos devedores e não nos deixeis cair em tentação (...)"


Sigamos firmes nesta caminhada.

Marili Alves disse...

Realmente que possamos sempre saber perdoar, pois Jesus estará cada vez mais perto de nós.
É dificil mas não é impossível.
Jesus manso e humilde, fazei de nosso coração semelhante ao vosso.
Paz e Bem!!!

Rosa disse...

Perdão: atitude ou gesto de que o mundo muito carece.
Tudo seria bem diferente se a nossa forma de agir estivesse conforme o que lemos em (Luc 7,3-4) e em tantas outras passagens.

Senhor, precisamos de Contigo aprender a perdoar.
Precisamos que nos dês a capacidade desse precioso dom.
Precisamos, Senhor, Tu que és bondoso e misericordioso, que nos perdoes, como o fizeste com Zaqueu, com Pedro, com o ladrão, crucificado contigo, com os que Te condenaram...



"O perdão é a chave para a liberdade."
( Autor Desconhecido )

(Gostei do poema)

Abraços para o caminho.

Nova Civilização disse...

Amiga Felipa,

lindo!!! como bem disse nosso amigo Joaquim :

"São versos que brotam do coração aberto a Deus..."

Penso que o Perdão e toda a vivência nO no evangelho de Cristo esteja nessa questão: abrirmos o nosso coração... darmos o nosso sim e deixarmos nos abandonar na entrega a Deus, pois é Ele que nos move a diversas situações que muitas vezes acreditavamos não sermos capazes...

beijos,

mais uma vez obrigada por tão lindo poema,

Gisele

Dulce disse...

Olá Felipa
Sendo eu uma amante da poesia, só podia ficar rendida a este poema escrito com o coração.

Perdoar...
Perdoar é um gesto de amor, que exige de nós humildade e despojamento de ódios e rancores.
Perdoar é aceitar que todos somos seres pecadores, faltosos e que todos erramos.
Jesus mandou-nos perdoar setenta x sete. Mandou-nos "bendizer os que nos perseguem"(Rm 12,14) e mais ainda
" Se o teu inimigo tem fome, dá-lhe de comer; se tem sede, dá-lhe de beber" (Rm 12,20)

E cimentou com o Seu exemplo de perdão para com aqueles que o crucificaram.

Somos tão pequeninos...olhamos tanto só para nós quando insuflamos as nossas razões até ao ponto de não conseguirmos perdoar.
Que à semelhança de Jesus aprendamos a perdoar, porque quanto maior e mais sincero for o nosso perdão mais créditos teremos perante o nosso erro.

Jesus ensina-nos a amar e a perdoar.

Abraço em Cristo e Maria

Ailime disse...

Felipa,
Quantas vezes peço perdão a Deus pelas minhas faltas e quantas vezes tenho dificuldade em aceitar ou, melhor dizendo, perdoar no meu dia a dia factos que não me agradam.
Este aspecto faz parte da minha penitência diária para a qual oro ao Senhor que me ajude a discernir para que amando-O, eu abra o meu coração aos outros meus irmãos amando-os e aceitando-os como O Senhor me ama e aceita.
O teu poema saído do teu coração é como que uma Via Sacra em ti onde te colocas ao lado do Senhor em reflexão, meditação e adoração e te disponibilizas a caminhar com Ele.
Sublime.
“Senhor,
Ajuda o meu caminho nos Teus passos
Sê o Bom Pastor que me conduz
Para o doce abrigo dos Teus braços
À sombra, meu Senhor, da Tua Cruz.”
Muito obrigada pela tua reflexão e poema.
Continuemos firmes na Caminhada.
Um beijinho.
Ailime

Felipa disse...

Estimei tanto os comentários que recebi que vou responder um a um:
Utília, obrigada pelas suas palavras e por ter colocado o poema inteiro no seu blog; se estes versos são flores são todas para Jesus mas recebi-as através das grandes amizades que tenho feito nestas caminhadas.
Obrigada
Beijinhos

Felipa disse...

Joaquim,
são realmente versos que brotaram do coração, que naquele momento estava virado para o nosso Deus e foi Ele quem os inspirou e fez brotar.
Obrigada pelo comentário
Grande abraço

Felipa disse...

Maria Luiza, o título que você escolheu será dado ao poema, obrigada pela ótima sugestão.
Beijinho grande

Felipa disse...

Giovana
a história da sua amiga comoveu-me muito, ela é uma santa, eu jamais teria a capacidade de perdoar assim. Fiquei muito sensibilizada com o sofrimento dela (nem quero imaginar) mas ao mesmo tempo é tão grande a fé e o amor que ela tem a Deus que ultrapassa tudo.
Acho que foram essas madrugadas de adoração que elevaram assim tanto a alma dela.
Obrigada pela partilha, Deus a abençoe
Beijinhos

Felipa disse...

Marili,
repito consigo: Jesus, manso e humilde de coração, fazei o nosso coração semelhante ao vosso!
Obrigada pelo comentário
Beijo

Felipa disse...

Rosa,
oro consigo a Jesus, para que nos dê um coração que sabe perdoar.
Que nos perdoe as faltas e nos dê amor ao próximo e tolerância para os seus erros.
Obrigada pelo comentário
Beijinho

Felipa disse...

Dulce
uma poeta entende outra.
Que o perdão faça parte da nossa vida, sendo uma constante forma de amar e entender os outros.
Obrigada
beijinhos

Felipa disse...

Ailime,
muito obrigada pelo seu edificante comentário; de facto, amar sem perdão não é amar, por isso eu também eu peço ao Senhor que entre no meu coração e o encha de amor e perdão.
Jesus cumpriu a Sua Via-Sacra sem um queixume, aceitando todo o sofrimento que o Pai lhe enviou. E se Ele era o Filho de Deus e sofreu tanto, como podemos reclamar tanto do que os outros nos fazem, se nós fizemos, e continuamos a fazer, tanto mal a Jesus, crucificando-O todos os dias com os nosso pecados.
Obrigada
beijinhos

Felipa disse...

Gisele,
concordo consigo, temos de abrir o coração a Jesus e deixar entrar o Seu amor no nosso peito, para que transborde de alegria no perdão aos irmãos.
Obrigada pelo comentário
beijinhos

aguarela disse...

Gisele!

Está tudo muito bonito.Textos e reflexões muito suculentos.A poesia,,,gosto muito.
Beijinhosss

Lucinha Cullen's Garden and Cia disse...

Felipa,

Custei a aceitar essa palavra perdão na minha vida. Não entendia como iria perdoar quem tanto me feriu. Mas com o decorrer do tempo, Jesus foi me curando.
Passei por muitas situações difíceis na minha vida como provação e precisei exercitar o perdão. Pois eu pensava: Como posso me alimentar do corpo de sangue do Senhor, se não sei perdoar.
Graças a Deus, hoje eu penso diferente, claro que as vezes fico triste quando me magoam, mas eu perdoo.
Mas ainda falta muito para chegar aos setenta vezes sete.
Lindo poema, abençoado dom.
Abraço fraterno,

Felipa disse...

Aguarela (Carmo)
obrigada pelo comentário, beijinhos

Felipa disse...

Lucinha,
perdoar deve ser das coisas mais difíceis na vida, não é fácil conseguir perdoar e sobretudo amar os que nos magoam. Toda a fé do mundo não basta para perdoar de coração, é preciso ter o amor de Deus no peito para o conseguir.
Vamos descobrindo isso enquanto crescemos na fé e aceitamos a vontade de Deus acima da nossa, e percebemos o quanto Ele nos perdoa a cada dia.
Obrigada pelo comentário
Beijo

aguarela disse...

Olá Felipa! Desculpa trocar-te o nome!
Sabes,é que ainda não sei lidar muito bem com esta coisa dos Blogs.Para mim é confuso.
Ainda não conheço as pessoas,muito bem.
pEÇO-TE QUE TENHAS PACIÊNCIA COMIGO,Felipa!Obrigada!!!
Mesmo os comentários faço-os a medo.Fico baralhada.É falta de treino!
Seja como for,vejo que estou entre pessoas de bem e isso alegra-me.Também já vi que existe um club de poetas aqui.Ora,para mim é excelente,porque estou a aprender poesia.E logo religiosa,que é a que mais gosto.
Parabéns pelo teu excelente trabalho!
Um dia vou fazer tudo direitinho.
Mais uma vez te peço que me perdoes a troca de nome.
Abraço fraterno

Felipa disse...

Amiga Carmo, não se preocupe, não há quem entenda tanto de gafes como eu (rsrs)!!!
No inicio também me confundi com nomes, tinha de verificar muito bem antes de comentar, pois conheci muita gente de uma vez e depois confundia os nomes e os blogs.
Seja bem vinda ao mundo dos blogs, é um mundo magnífico apesar de viciante
Beijinho

teresa disse...

que lindo poema , muito inspirador ...

peça-mos a Deus este dom de perdoar de coração a todos os que nos ofendem ou magoam ..

beijinho ..